Assine!Receba nossa Newsletter!
Saiba mais!

Centro de convenções vai movimentar Florianópolis na baixa estação

Share
A capital catarinense está prestes a receber um espaço multiuso para combater os impactos da sazonalidade no turismo

Centro-de-convencoes-vai-movimentar-Florianopolis-na-baixa-estacao

 

O ministro do Turismo, Henrique Alves, e o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, visitaram nesta segunda-feira (15) o novo Centro de Convenções de Florianópolis, que está prestes a ser inaugurado e promete aumentar o turismo na baixa estação em Florianópolis. Com investimentos de R$ 51 milhões, o local oferece ao visitante uma área de 10 mil metros quadrados na parte inferior e tem capacidade para receber cerca de cinco mil pessoas em auditórios do piso superior.

“O turismo brasileiro tem de ocupar um espaço privilegiado na agenda econômica do Brasil. A beleza de Florianópolis é impressionante, a união perfeita entre natureza e desenvolvimento”, afirmou Henrique Alves. O ministro também destacou a força do setor como vetor do desenvolvimento econômico. “O caminho do turismo talvez seja o mais rápido para enfrentar o desemprego e as dificuldades econômicas. Quanto maior for a crise, com mais atenção devemos olhar para o turismo como oportunidade. Falamos de um setor que tem uma capilaridade única, capaz de impactar em 52 atividades”, disse Alves.

O licenciamento ambiental do Centro de Convenções, liberado em 2002, permite a construção de 1,3 milhão de m² dos 4,3 milhões de m2 da área total. O projeto prevê a construção de um parque hoteleiro com 1,5 mil leitos. Atualmente a região já dispõe de 10 mil leitos. “De março a novembro registramos elevadas taxas de desocupação de modo que queremos, por meio de investimentos, minimizar o impacto da sazonalidade do turismo”, afirmou o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo.

Após a visita ao Centro de Convenções, Henrique Alves participou de audiência pública na Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa. “Ter a vinda de um ministro aqui nesta Assembleia Legislativa é de suma importância, porque atualmente 12% do PIB do estado vêm do setor”, afirmou o presidente da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa, deputado Jean Loureiro. Em nível nacional, o turismo contribui com 3,6% do PIB.

Durante a audiência pública, também entraram na pauta a isenção de vistos em caráter excepcional no ano olímpico e a criação de áreas de interesse turísticos. “São dois temas de extrema importância. Com as Áreas de Interesse Turístico, com regulamentação específica, poderíamos criar várias ‘Cancuns’ no Brasil”, comparou Alves.

O México fatura US$ 16 bilhões por ano com o turismo. Apenas Cancun é responsável por mais de US$ 11 bilhões, o equivalente a 70% do total. No ano passado, os estrangeiros deixaram US$ 6,9 bilhões naquele país. A agenda em Santa Catarina foi acompanhada pelo senador Valdir Raupp.

Serviço:

www.turismo.gov.br

Share

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *