Assine!Receba nossa Newsletter!
Saiba mais!

Feriados geram R$ 3,8 bilhões para os estados do Sul

Share
O Rio Grande do Sul deve registrar a maior movimentação de dinheiro (R$ 1,9 bilhão) e de pessoas (691 mil viagens) nos seis feriados prolongados

Feriados-geram-R$-3-8-bilhoes-para-os-estados-do-Sul

Mais de 1,96 milhão de viagens são esperadas para destinos da região Sul do Brasil, durante os feriados de 2015. Elas devem render R$ 3,82 bilhões para os cofres dos três estados da região, segundo levantamento do Ministério do Turismo. Juntos, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina deverão registrar movimentação financeira acima de R$ 530 milhões em cada um dos seis feriados avaliados.

O Rio Grande do Sul é o estado que deve registrar a maior movimentação de dinheiro (R$ 1,9 bilhão) e de pessoas (691 mil viagens). Para Santa Catarina, a projeção é de 670,5 mil viagens e R$ 1 bilhão em gastos de turistas brasileiros, enquanto o Paraná deverá absorver 606,6 mil viagens e faturar R$ 824 milhões extras com o calendário de 2015.

Assim como nas outras regiões do país, o pico do faturamento será em 12 de outubro, dia da padroeira do Brasil (Nossa Senhora Aparecida), data em que também se comemora o Dia da Criança. O feriado, que cai numa sexta-feira, poderá gerar movimentação conjunta de R$ 707 milhões na região Sul, dos quais R$ 360,8 milhões nos destinos gaúchos, R$ R$ 193,9 milhões nos catarinenses e R$ 152,3 nos paranaenses.

De acordo com o ministro do Turismo, Vinicius Lages, os feriados dão fôlego extra ao setor. “As viagens movimentam os meios de hospedagem, o comércio e os demais serviços ligados ao turismo. No ano passado foram feitas 206 milhões de viagens pelo país, um número recorde, que temos condições de superar”, diz o ministro.

Em todos os estados do país, o Ministério do Turismo estimou uma movimentação de 10,9 milhões de viagens nos seis feriados nacionais com impacto de R$ 18,66 milhões nos 26 estados e no DF. O levantamento foi realizado pela Fundação Getulio Vargas, a pedido do Ministério do Turismo.

O levantamento considerou as datas de 21 de abril (Tiradentes, terça-feira), 1º de maio (Dia do Trabalho, sexta-feira), 4 de junho (Corpus Christi, quinta-feira), 7 de setembro (Independência do Brasil, segunda-feira), 12 de outubro (Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, segunda-feira) e 2 de novembro (Finados, segunda-feira). Foram excluídos do cálculo o Carnaval, a Semana Santa, o Natal e o Réveillon, feriados já incluídos todos os anos no calendário.

Serviço:

www.turismo.gov.br

Share

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *