Assine!Receba nossa Newsletter!
Saiba mais!

Fiscais do MTur vistoriam hotéis em Goiânia

Share

A ação faz parte da Operação Verão Legal e estará na cidade até 08/03

turismo-goiania

 

O intuito deste trabalho é sensibilizar os empreendedores e demais prestadores de serviço acerca da importância de formalizar o setor, além de assegurar o crescimento no número de Pessoas Físicas e Jurídicas no Cadastur (Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos). E já começou a surtir efeito. Em dezembro de 2017, 64.591 cadastros foram identificados.

Desde que a “Operação Verão Legal” foi lançada, em setembro de 2017, onze (11) capitais já foram fiscalizadas: Boa Vista, São Luís, Brasília, Palmas, Rio de Janeiro, Vitória, Aracaju, Fortaleza, Maceió, Teresina e João Pessoa.

Até abril deste ano todas as capitais do país terão sido vistoriadas para autuar os meios de hospedagem que estiverem irregulares (aqueles que estiverem com o cadastro vencido). E acaso não regularizem sua situação, a multa pode chegar a R$ 854 mil.

“Com essa força-tarefa do Ministério do Turismo iremos beneficiar não só o setor turístico, que sairá da ilegalidade, mas também o turista que ganha qualidade e segurança ao contratar um prestador de serviço regularizado e que atua em conformidade com o que diz a legislação brasileira. Por isso, tenho convicção de que este é um projeto que será apoiado por todo o setor e seus parceiros”, acredita o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Além de cadastrar os meios de hospedagem de Goiânia, alertar as outras categorias sobre a sua obrigatoriedade será parte da ação. Confira aqui:

  • Parque Temático;
  • Agência de Turismo;
  • Empresa organizadora de eventos;
  • Transportador;
  • Acampamento turístico;
  • Guia Turístico.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Share

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *