Assine!Receba nossa Newsletter!
Saiba mais!

Mercosul traça estratégia integrada para atrair turistas internacionais

Share
Países do bloco apontam os Jogos Olímpicos e Paralímpicos como oportunidade especial para promover destinos da região

Mercosul-traca-estrategia-integrada-para-atrair-turistas-internacionais

 

Os Ministros de Turismo do Mercosul decidiram, por consenso, promover o bloco de forma integrada em mercados distantes. Os participantes da 17ª Reunião de Ministros do Turismo do Mercosul discutiram também a criação de uma marca única para o Mercosul e a implementação de medidas que facilitem a circulação dos viajantes internacionais pelos países do bloco. O documento-síntese do encontro realizado na última quinta-feira, em Montevidéu, no Uruguai, aponta a Olimpíada e Paralimpíada Rio 2016 como uma importante plataforma para mostrar ao mundo os destinos da América do Sul.

“Os Jogos Olímpicos são uma vitrine privilegiada para a divulgação dos destinos turísticos do Mercosul”, afirmou o representante do Ministério do Turismo, Acir Pimenta. “O ganho com os megaeventos é incalculável. E isso ocorre, justamente, porque os grandes eventos ajudam a aumentar e a reforçar a visibilidade de qualquer País em escala global”, completou o presidente da Embratur, Gilson Lira.

Os representantes do turismo brasileiro aproveitaram a oportunidade para convidar os ministros do bloco a visitarem o Brasil no megaevento, que contará com a participação de 206 países, 25 mil profissionais de comunicação e cerca de 500 mil turistas internacionais. De acordo com estimativas do Comitê Olímpico Internacional, aproximadamente 5 bilhões de telespectadores em todo mundo assistirão aos jogos. Neste sentido, apresentaram um texto referente a realização dos Jogos Olímpicos Rio 2016, que teve o apoio de todos os ministros presentes referente à reunião.

Na discussão sobre a facilitação para o turismo no Mercosul, entraram em pauta a flexibilização das barreiras físicas e a repactuação das exigências consulares. Uma das propostas é garantir ao turista internacional, que possua visto de um dos países do Mercosul, o trânsito livre nas demais nações do bloco. Entre os países de mercados distantes que poderão receber a promoção integrada do Mercosul estão a China, Coréia do Sul, Singapura, Nova Zelândia e Austrália.

O ministro do Turismo da Argentina, Gustavo Santos, estava entre os participantes do encontro. “Nós apoiamos os Jogos Olímpicos pois será um importante evento para o continente. Sendo ainda importante para as relações bilaterais entro os dois países”, enfatizou. Os argentinos são os turistas que mais visitam o Brasil. Em 2014, conforme dados do Ministério do Turismo, mais de 1,7 milhão estiveram no País.

País-sede do encontro dos ministros, o Uruguai, ocupa a 6ª posição no ranking de visitantes da América do Sul, com mais de 223 mil turistas. A próxima reunião acontecerá na Venezuela, ainda com data a ser marcada.

DOCUMENTO – No trecho do documento assinado pelos ministros de Turismo do Mercosul que trata da participação do Brasil, a delegação brasileira salientou a importância da realização dos próximos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto deste ano, como oportunidade de promoção internacional do turismo brasileiro e regional. Observou ainda que o evento terá a participação de 206 países, com a presença de 25 mil jornalistas e 500 mil turistas internacionais, além da expectativa de 5 bilhões de telespectadores em todo mundo.

De modo a atrair um maior número possível de visitantes durante a Olimpíada, o governo brasileiro adotou medida de facilitação consular com a isenção de visto para cidadãos de quatro grandes países de tradição olímpica que ainda não tinham sido contemplados com essa medida: Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão, todos grandes emissores de turistas para a América do Sul. Ao convidar os ministros presentes para o evento do Rio de Janeiro, a delegação brasileira ponderou que os Jogos Olímpicos são uma vitrine privilegiada para a divulgação dos destinos turísticos do Mercosul.

MERCOSUL – Criado em 26 de março de 1991, o Mercado Comum do Sul (Mercosul) é formado por cinco países membros efetivos (Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela), cinco associados (Bolívia, Chile, Peru, Colômbia e Equador) e mais dois observadores (México e Nova Zelândia). O seu objetivo é consolidar a integração política, econômica e social entre os países que o integram, além de fortalecer os vínculos entre os cidadãos do bloco e contribuir para melhorar sua qualidade de vida.

O fluxo turístico dos países do Mercosul é crescente a cada ano. O Brasil é o país que mais recebe estrangeiros entre os parceiros do bloco. Em 2014, foram 6,4 milhões de visitantes. No mesmo período, a Argentina recebeu 5,57 milhões; o Chile, 3,57 milhões; o Uruguai, 2,81 milhões; a Venezuela, 1,08 milhão e o Paraguai, 610 mil.

Serviço:

www.turismo.gov.br

Share

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *